ELES TRANSFORMAM TUDO EM RISO

Ônibus atrasado, contas no fim do mês, a relação com os colegas de trabalho, a conjuntura política e até a pandemia, nenhum tema é evitado pelos humoristas, profissionais que transformam dramas cotidianos em risos e cuja atividade profissional é celebrada nesta segunda-feira (12 de abril). 

A data foi criada em homenagem ao dia de nascimento de um dos maiores humoristas do Brasil, o cearense Chico Anysio, que se estivesse vivo, estaria completando 90 anos, hoje.

Precursora de uma geração de humoristas que ganhou os palcos brasilienses, a atriz Adriana Nunes, da companhia Os Melhores do Mundo, destaca que o humor tem importância muito grande desde o início do teatro. “O comediante mostra muitas vezes aquilo que as pessoas não querem ver. As pessoas se veem no palco e enxergam um retrato da sociedade de uma forma satirizada, cômica, o que faz com que a pessoa ria dela mesma”, afirma.


Para Adriana, a geração de humoristas da qual ela faz parte foi claramente influenciada por Chico Anysio, Os Trapalhões, Dercy Gonçalves e Monty Python (grupo de comédia britânico). “O que eles trouxeram para o humor foi muito importante. Ao mesmo em que nós somos relevantes para aqueles que vieram depois, como os comediantes de stand-up, as novas companhias de comédia”, destaca.

Expoente de uma nova safra de comediantes de stand-up, o cearense Rick Di Castro, já passou por diversas rádios pernambucanas. Recém-chegado ao Recife, na metade dos anos 90, foi logo trabalhar na Rádio Cidade, apresentando, junto com o hoje, deputado estadual, Cleiton Collins, os programas "Zona da Cidade" e "A Hora da Macaca". Depois disso, passou mais de seis anos na Transamérica, à frente do humorístico "Sanatório", que saiu do ar em 2019 e foi para Rádio Globo. Hoje, a atração está presente no Instagram

"O humorista tem um papel fundamental na vida do ser humano. É ele quem leva o riso, muitas vezes, como terapia, àqueles que tanto precisam de um alento diante dos problemas do cotidiano.  Inúmeros estudos abordando temas como riso e bom humor mostram a importância destes recursos na prática da promoção da saúde. Já foi provado que a felicidade pode ter uma influência positiva no combate a algumas doenças e até beneficiar o organismo diminuindo situações de estresse. E é por isso, que eu faço humor com seriedade", relata.

Dia do humorista

“Sorrir é, e sempre será, o melhor remédio”, afirmava Chico Anysio, ator, locutor, roteirista, comentarista de futebol e um dos maiores comediantes brasileiros. Nascido em Maranguape, no Ceará, criou mais de 200 personagens, entre os quais Alberto Roberto, Pantaleão, Justo Veríssimo e Bozó. Foi responsável por programas icônicos da televisão brasileira, como Chico Total, Chico Anysio Show e A Escolinha do Professor Raimundo. O trabalho do ator influenciou gerações de comediantes brasileiros. 

"Ele era especial. Fazia humor, como ninguém.  Foi e continua sendo a minha referência. Seus mais de 200 personagens serviram de inspiração na criação de muitos dos meus", completou Rick.

Em 2000, Chico Anysio recebeu uma homenagem que o colocava entre os 20 brasileiros vivos mais importantes do século. Faleceu em 23 de março de 2012.

Com informações do cultura.gov.br

Postar um comentário

0 Comentários