Advertising

Procon/PE encontra comidas e bebidas vencidas em bares e restaurantes do Recife e Olinda


Uma operação realizada pelo Procon de Pernambuco encontrou produtos vencidos e bares e restaurantes desrespeitando o horário de funcionamento previsto no plano de convivência com a Covid-19, no Grande Recife. Entre o material impróprio para o consumo havia alimentos e bebidas. Estabelecimentos só podem operar até as 20h.

A ação, segundo o Procon de Pernambuco, ocorreu na noite de sexta-feira (24), em vários bairros do Recife. Também aconteceu fiscalização em Olinda.

Na Encruzilhada, na Zona Norte, os fiscais estiveram no Restaurante Tepan, de culinária oriental. Eles encontraram 35 quilos de farinha de trigo que tinham vencido em junho.


O estabelecimento também comercializava espetos de frango e cogumelos do tipo shimeji vencidos ou sem identificação. Todo o material foi descartado, segundo o órgão de defesa do consumidor. Também havia 50 garrafas de cerveja com prazo de validade encerrado em junho e julho.

Outro estabelecimento inspecionado foi A Porteira, no bairro do Rosarinho, na Zona Norte. Lá, os fiscais encontraram 62 garrafas de água com gás vencidas. Elas foram descartadas.

Horário

Ainda de acordo com o Procon de Pernambuco, a Bodega Retrô, o Espeto do Bote e o Espeto Belém, nos bairros de Hipódromo e Campo Grande, estavam descumprindo o horário de funcionamento.

Segundo o protocolo do governo, os estabelecimentos podem funcionar até às 20h, com uma tolerância de 30 minutos, tempo suficiente para fechar contas de clientes que ainda estejam no local.

Olinda

Em Olinda, na Bodega do Veio, na Rua do Amparo, foram descartadas 127 garrafas de cerveja. Algumas venceram em maio, outras em junho e julho. Os fiscais encontraram também 34 latas da bebida vencidas em julho e 23 garrafas de óleo que não poderiam mais ser usadas desde junho.

No Estrela do Mar, também em Olinda, foram descartados 21 pacotes de mistura para preparo de pão de queijo, com um quilo cada, com validade vencida em 20 de maio.

Havia, ainda, seis pacotes de feijão preto, cada um de um quilo, vencidos dia 16 de julho; além de produtos sem informação de data de fabricação e data de validade.

Balanço

O Procon informou que fiscalizou mais de 30 estabelecimentos. Os fiscais já estiveram no Recife Antigo, zonas Norte e Sul da capital, Olinda e em algumas praças de alimentação de shoppings da Região Metropolitana.

O secretário de Justiça de Pernambuco, Pedro Eurico, destacou que os estabelecimentos precisam estar atentos as validades dos produtos, porque a fiscalização será intensa.

Segundo a pasta, bares e restaurantes estão tendo cuidado nos protocolos de higiene e distanciamento, mas descuidando dos alimentos. Caso o consumidor encontre irregularidades pode denunciar no 0800.282.1512.

Do G1PE

Postar um comentário

0 Comentários