Advertising

Ferreira Costa cobra um frete para cada produto, em compra realizada pelo site


A pandemia do Coronavírus trouxe, para grande parte do mundo, escassez e/ou aumento no valor de venda de alguns itens básicos ou itens que se tornaram necessários.  

No Brasil, por exemplo, preços como o do arroz, feijão e trigo - culturas que representam cerca de 30% das calorias consumidas globalmente - subiram rapidamente nos mercados e feiras livres, enquanto itens como álcool, luvas e máscaras de proteção se tornaram escassos. E quando têm, os preços praticados, são surreais.

Na contramão desses aumentos, algumas empresas e comerciantes vêm, num esforço coletivo, tentando se manterem vivos no mercado, estimulando as pessoas a evitarem sair de casa, oferecendo compras online, delivery com descontos e fretes grátis.

Porém, por meio de denúncia feita pelo editor de nosso blog, Gabriel Diniz e pela internauta Joane Macedo, a Ferreira Costa segue em direção oposta ao esforço de amenizar todo esse caos causado pelo Coronavírus.


Segundo Diniz, ao tentar adquirir dois produtos pelo site da empresa, na mesma compra e com entrega para o mesmo endereço, se deparou com a cobrança de duas taxas de entrega diferentes, sendo uma para cada produto, inclusive uma das taxas com valor 2 vezes maior que o valor do produto.

"Um absurdo! Você comprar um galão de 5 litros de sabonete líquido por R$ 25,00 e a empresa cobrar R$ 13,50 para entregar a 6 km de distância da loja. 

Mas tudo bem, optei por seguir as recomendações da OMS, Ministério da Saúde etc, para evitar sair de casa e ajudar as empresas que ainda estão fechadas.

Mas o pior não foi só isso. 

No meu carrinho de compras tinha também um borrifador pulverizante que custa R$9,90. 

Quando fui fechar a compra notei que a loja estava cobrando além dos R$ 13,50 da entrega do sabonete líquido, mais R$ 19,90 para trazer junto o borrifador. Totalizando a conta em R$ 69,50, sendo R$ 35,80 (produtos) e R$ 33,70 (frete)".

Já a Sra. Joane Macedo, cliente da loja na Zona Norte, ao entrar no site para comprar alguns itens, viu a opção de retirar gratuitamente seus produtos em uma das unidades do Grupo (Tamarineira ou Imbiribeira),  porém, ao efetuar a transação, na hora do pagamento, se surpreendeu com a cobrança do frete de um dos itens, enquanto os outros poderiam ser retirados na Loja, sem custo.

“Fiquei indignada e me senti enganada! Se há restrições e, não é possível retirar tudo gratuitamente, que seja informado claramente antes. Nunca vi isso em nenhum site de compras que costumo utilizar”.

RESPOSTA DA EMPRESA

Em contato com a Central de Atendimento ao Cliente da Ferreira Costa, fomos informados pela funcionária Vanessa Santos, através de e-mail, de que, se os produtos de qualquer compra não estiverem em estoque na mesma loja (Tamarineira ou Imbiribeira), serão cobradas duas taxas de entrega, mesmo os produtos chegando juntos, no mesmo instante, ao cliente final. 

GRUPO

A Ferreira Costa é uma rede brasileira de lojas de materiais de construção, acabamento, decoração, jardinagem e bricolagem. Foi fundada em Garanhuns, no Agreste Pernambucano, em 1884 pelo imigrante português João Ferreira da Costa. Possui o maior home-center do Nordeste, que é a loja do bairro da Tamarineira, na Zona Norte do Recife, com 60 mil metros quadrados de área construída. A empresa está presente em quatro estados brasileiros: Pernambuco (3), Paraíba (1), Bahia (1) e Sergipe (1).

NOTIFICAÇÃO

O Procon PE recebeu nossa denuncia, porém não respondeu até o fechamento desta matéria.

Por Equipe BGD

Postar um comentário

0 Comentários