MORRE, AOS 61 ANOS, O CANTOR AUGUSTO CÉSAR

O cantor pernambucano Augusto César morreu, na noite dessa terça-feira (20), aos 61 anos, no Recife. Ele, que tinha 35 anos de carreira, estava internado no Hospital da Hapvida da Caxangá, na Zona Oeste da capital pernambucana, desde a segunda-feira (19).

Diabético, Augusto teve problemas renais agravados após contrair Covid-19 e faleceu depois de várias paradas cardíacas, por volta das 22h15.

De acordo com um dos filhos do cantor, o também músico e empresário dele, Guto César, a diabetes de Augusto estava com os índices alterados e as funções renais foram prejudicadas.

"No laudo de óbito, tem a contaminação de coronavírus. O que deu mais problema foi a diabetes que desencadeou e complicou muito a situação dele", disse Guto César à reportagem, acrescentando que o cantor ainda não havia tomado a vacina contra o coronavírus porque quando a faixa etária foi aberta, ele estava com sintomas da doença, como febre, o que impossibilita a aplicação do imunizante.

Com o quadro dos sintomas do coronavírus, Augusto César foi socorrido inicialmente para o Hospital da Hapvida do Derby, na área central do Recife. Após uma tomografia, ele foi transferido para a ala semi-intensiva.

Por precisar ser intubado, foi encaminhado para uma UTI na unidade da Caxangá. "Tentaram reverter o quadro, mas não conseguiram e ele foi transferido. Tentaram não intubar, mas acabou precisando e depois não demorou tanto tempo", lembrou Guto César.

Na noite de terça, Augusto teve insuficiência respiratória e paradas cardíacas. "Foram quatro paradas cardíacas. O médico falou que nunca viu um negócio desse, geralmente são duas. Era muita vontade de viver", lamentou o filho.

O sepultamento do cantor está marcado para o Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. A cerimônia acontecerá às 17h. Segundo a necrópole, não haverá velório. 

O cemitério não irá proibir o acesso dos fãs, mas fará controle de acesso e temperatura, assim como orientará o distanciamento. 

Aos fãs que quiserem prestar uma última homenagem, o Morada da Paz disponibilizou um obituário para que possam ser depositadas mensagens, compartilhar uma memória ou acender uma vela. O link para acesso é o https://www.moradadamemoria.com.br/perfil/12138 .

Augusto César nasceu em Paulista, em 27 de julho de 1959, e deixa quatro filhos e dois netos.

"Meu pai era um cara que gostava de estar no meio do público. Para ele não fazia sentido estar distante das pessoas que ele lutou tanto para conquistar com a popularidade dele. Ele dizia que não queria ser famoso, queria ser conhecido, e isso ele conseguiu. Se ele fosse famoso, talvez não poderia fazer o que  ele fazia. Não poderia ir na padaria da esquina tomar café", disse Guto César.

Entre os seus maiores sucessos, estão as músicas “Escalada”, “Te Desejando Em Silêncio”, “Amor De Verdade” e “Como Posso Te Esquecer?”. Ele também é autor de "Aguenta Coração", mega sucesso na voz de José Augusto.

O presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Marcelo Canuto, emitiu nota de pesar para lamentar a morte de Augusto César.

"Sentimos muito quando um artista popular como Augusto César nos deixa. Imagino que muitos pernambucanos estão agora ouvindo alguns dos seus sucessos ou lembrando alguma de suas apresentações. Para mim, ficará sempre essa lembrança de alguém que embalou várias gerações", comentou.

Da FolhaPE

Postar um comentário

0 Comentários