Advertising

Morre o jornalista, músico e escritor Zuza Homem de Mello


Morreu neste domingo (4) o músico, jornalista e escritor Zuza Homem de Mello, aos 87 anos. De acordo com a publicação da família em uma rede social, Zuza morreu em casa enquanto dormia em seu apartamento, no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

Segundo a família, a causa da morte foi infarto. O velório será reservado apenas para familiares por causa da pandemia de coronavírus.

"Com enorme dor no coração comunico que perdemos nosso querido Zuza. Ele morreu dormindo, de infarto, após termos brindado na noite de ontem todos os projetos bem sucedidos. Em 35 anos de uma vida compartilhada, pude testemunhar o amor desse homem pela vida, pelo seu trabalho e pela música. Zuza nos deixou em paz após viver uma vida plena! "

O comunicado foi assinado pela mulher de Zuza, Ercília Lobo, filhos e netos.

Biografia

José Eduardo Homem de Mello, mais conhecido como Zuza Homem de Mello, nasceu no dia 20 de setembro de 1933. Jornalista, ele se especializou na história da música popular brasileira (MPB).

Zuza atuou como baixista na noite até que, em 1955, abandonou o curso de engenharia para se dedicar à música. No ano seguinte, iniciou-se no jornalismo, assinando colunas sobre música para os jornais Folha da Noite e Folha da Manhã.

Em 1957, foi estudar música na School of Jazz, em Tanglewood, nos Estados Unidos, onde teve aulas com Ray Brown e outros músicos. Entre 1957 e 1958, estudou musicologia na Juilliard School of Music, de Nova York.

De volta ao Brasil, em 1959, Zuza ingressou na TV Record, onde permaneceu por cerca de dez anos trabalhando como engenheiro de som nos programas de MPB e festivais, além de atuar como booker na contratação de astros internacionais.

Entre 1977 e 1988, Zuza concentrou suas atividades no rádio e na imprensa, produzindo e apresentando programas e fazendo crítica de música popular para o jornal O Estado de S. Paulo, além de outras publicações no Brasil e no exterior.

Em 1997, Zuza coordenou a Enciclopédia da Música Brasileira.

Desde 1958, Zuza realizou palestras e cursos sobre Música Popular Brasileira e jazz no Brasil e no exterior, tendo sido também jurado de alguns do mais importantes festivais de música no Brasil.

Desde 2018, Zuza ocupa a cadeira 17 da Academia Paulista de Letras.

Por Bárbara Muniz

Postar um comentário

0 Comentários