Advertising

Funcionário do Carrefour Torre morre e loja esconde corpo com guarda-sóis

Um funcionário da rede de hipermercados Carrefour morreu, na última sexta-feira (14/8), enquanto trabalhava na unidade localizada no bairro da Torre, Zona Oeste do Recife.

Moisés Santos era repositor na rede de supermercados e sofreu um mal súbito, vindo a morrer no horário do trabalho.

Após a constatação do falecimento do colaborador, a direção do supermercado reagiu rapidamente, mas priorizando o funcionamento do negócio: escondeu o corpo em um corredor lateral, e o manteve ali durante praticamente toda manhã, cercado por guarda-sóis de patrocinadoras de cerveja, até a chegada do Instituto Médico Legal - IML , por volta do meio-dia.

Enquanto o corpo de Moisés Santos estava oculto, a loja se manteve funcionando normalmente, e também continuou aberta após saída do mesmo. O caso foi denunciado por clientes.

O episódio despertou a indignação de muitos internautas, a ponto de obrigar o Carrefour a divulgar uma nota, na qual lamentou a morte de Moisés e prometeu que mudará seus protocolos para casos de emergência.

“O inesperado falecimento do Sr. Moisés Santos, vítima de um infarto, foi um triste acontecimento para todos colaboradores. O Carrefour sente muito e informa que, por conta do ocorrido, revisitou seus protocolos, implementando a obrigatoriedade de fechamento das lojas para fatalidades como essa”, diz o comunicado.

A direção da empresa também garante que foram realizados os procedimentos de primeiros-socorros quando seu colaborador apresentou começou a passar mal, embora este fato ainda esteja sendo investigado.

Nas redes sociais, há especulação sobre a possibilidade da morte ter sido causada por covid-19, mas, até o fechamento desta matéria, não havia confirmação dessa informação.

Postar um comentário

0 Comentários