Advertising

Os traques de massa do Estagiário Social #20




Olhe, tá o maior bafafá no alto clero dos jornalistas recifenses. Magno Martins publicou em seu blog que está sendo atacado sistematicamente por aqueles que ele chama de “Donos do Poder” em Pernambuco. De propósito ou movido pela indignação emputecida, ele deixou escapar no seu texto que foi demitido da Folha por censura e que anunciantes estão deixando de apoiar o blog. Magno tava envenenado e foi para cima do jornalista e escritor Raimundo Carrero! A rinha começa agora (pega a pipoca)! Carrero disse no facebook de Magno: “Você gosta mesmo é de comer toco... inescrupuloso... vergonha da classe”. Diga aê! Magno não ficou calado e escreveu “ele, sim, é que é uma vergonha, pois agora está trabalhando como ‘pistoleiro de aluguel’”. OOOOOEEEEEEE O que sei é que Carrero tem ligações de amizade antigas com o núcleo que comanda o Governo e a PCR e que Magno tá, diariamente, atacando esse mesmo grupo. Pelo visto, nenhum dos dois vai se calar tão cedo.


Depois que denunciei, nas minhas lyndas redes sociais, o caso de estudantes de jornalismo da Unibra que estão pulando período (gente que estava no 2º e caiu no 6º), o centro universitário foi notificado pelo Procon e virou motivo de chacota em todo o estado. Não satisfeito e querendo piorar ainda mais a imagem já manchada, eles decidem pela pior postura possível no gerenciamento de crise: não respondem à imprensa e ainda expulsaram o aluno Bruno Arthur, um dos que denunciaram o caso.


Eles convocaram Bruno para uma reunião no setor jurídico da empresa (agora vou chamar de empresa, porque é impossível que isso seja postura de uma instituição de ensino) e, quando ele chegou na sala, pediram o celular do aluno para que a conversa não fosse gravada. Disseram que o conselho da Unibra se reuniu e decidiu pela expulsão do estudante por conta de uma série de “erros” que ele cometeu. Seriam esses “erros”: os comentários em redes sociais – começando tudo pelo meu perfil – que culminou com a notificação do Procon. Gente, Bruno e todos os outros alunos só queriam ter um ensino de qualidade e adequado! Só isso. É pedir muito que a empresa faça a obrigação dela? Ainda disseram que Bruno foi de sala em sala falar mal da instituição, o que ele nega. Ele já me informou que vai acionar a justiça e está recebendo todo o apoio necessário.


Um comentário que me chamou a atenção no post que fiz sobre esse pula-pula da Unibra foi de um seguidor estagyfan que trabalha no Grupo Ser Educacional (não encontrei o user dele, desculpa) dizendo que a Maurício de Nassau está de braços abertos para receber os alunos insatisfeitos. HUEHUEUEHUE Mas nos bastidores eu já soube que a faculdade está realmente de olho no pessoal descontente com a Unibra e tem planos para absorver os alunos que certamente deixarão para trás a Dona do Retrô. A estagyfan Sarah Lima (@sarah.rlima), que aparentemente trabalha na Faculdade Santa Helena, também já deu a dica para quem quiser fazer a transferência. Oportunidade de negócio é isso, gente. Tem que estar atento para os STONKS.


Pegaram o galo do ano passado, aquele mesmo que parecia um tucano, e deram uma roupagem nova nele. Tá melhor? Não. Tá pior? Também não. Não estou aqui discutindo a proposta do artista, homenageando o circo, reaproveitando materiais para confecção do galináceo e colocando até novas tecnologias nele. Isso é massa. Mas ainda sentimos muita saudade dos galos robustos, fortes, musculosos, imponentes, graúdos... (ops, me empolguei) que já estiveram tomando conta da Ponte Duarte Coelho. O do ano passado e esse, que chamarei de CTRL+C, CTRL+V, parecem não estar à altura do maior bloco do mundo.


Faleceu esta semana Larry Tesler, o criador do comando CTRL+C, CTRL+V, o famoso “copiar e colar” que tanto nos ajuda. Agora que ele faleceu, vai ter um certo perfil Resenhoso do Recife chorando a morte do seu ídolo, já que para eles é normal pegar conteúdo de outras páginas e republicar como original. Sabe o nome mais leve disso? Desonestidade. Mentira. Eles mentem para os seguidores que acham que aquele texto ou sacada “bacana” saiu da cabeça deles, daí conseguem audiência e depois faturam alto com isso vendendo espaço na página para anunciantes. E ainda tiram sarro de quem reclama! É cada palhaço de piada ruim, viu...


Quem passou pela Ladeira da Misercórdia entre os Quatro Cantos e o Bonfim em Olinda se deparou com uma estrutura no meio da rua montada pela Skol, cerveja que tá bancando boa parte do carnaval olindense. Meteram uns arcos lá para soltar banho de cheiro no povo. Seria uma boa ideia a não ser que ALI QUASE NÃO TEM ESPAÇO PARA AS TROÇAS E ORQUESTRAS PASSAREM! Querem mais aperto, é? A rua já fica insuportável cheia de gente e ainda metem duas colunas grossas na calçada. É dose. A Prefeitura de Olinda disse que a colocação foi arbitrária e que tudo vai sair dali. Menos mal.

Eita! Acabou! Por hoje é só! Voltamos após o carnaval ou em edição urgente, se acontecer algum babado na folia!

Postar um comentário

0 Comentários