Advertising

Futebol de luto com a morte do técnico Vadão


O ex-técnico da Seleção Brasileira feminina e de vários clubes do Brasil Oswaldo Alvarez, o Vadão, morreu nesta segunda-feira (25), em São Paulo, vítima de câncer. O treinador estava internado no hospital Albert Einstein após sofrer complicações no tratamento que fazia contra a doença no fígado.

Vadão tinha 63 anos e havia sido diagnosticado com câncer em dezembro. No ano passado, o treinador comandou a Seleção Brasileira na Copa do Mundo feminina, disputada na França.


Vadão ganhou destaque nacional no começo dos anos 1990 ao comandar o Mogi Mirim, que tinha o meia Rivaldo no elenco. Ele treinou Corinthians e São Paulo e teve passagens por diversos outros times do Brasil, como Athletico-PR, Vitória, Ponte Preta, Guarani e Portuguesa.

Seu maior título por clubes foi o Rio-São Paulo de 2001, pelo São Paulo. Com a Seleção Brasileira feminina, ele venceu duas Copas América (2014 e 2018) e ganhou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015.


NO SPORT

No dia 22 de dezembro de 2012, Vadão foi apresentado como novo comandante do Sport Club do Recife, com a prioridade de resgatar o bom futebol e tentar levar o time de volta a elite do futebol brasileiro.

No dia 7 de março de 2013, Vadão foi demitido, a eliminação nas quartas-de-final da Copa do Nordeste somada ao mal desempenho do time no Pernambucano foram os motivos que levaram à sua demissão.

Com informações do ZH

Postar um comentário

0 Comentários